no comments

Diretor do IFSC de Jaraguá do Sul fala sobre corte no orçamento da instituição

Jaison de Maia pediu apoio dos vereadores para a manutenção dos recursos

Atendendo pedido do vereador Arlindo Rincos (PSD), o Diretor do Instituto Federal de Santa Catarina – Campus Jaraguá do Sul –, Jaison Vieira da Maia, participou da sessão ordinária desta terça-feira (21), com o objetivo de explanar sobre os impactos do corte de até 30% no orçamento destinado às universidades públicas, anunciado recentemente pelo Ministério da Educação.

O Diretor ressaltou que nas duas unidades de Jaraguá do Sul (Centro e Rau), atualmente estão matriculados 2.200 estudantes. O Instituto oferece cursos de Formação Inicial e Continuada, Técnicos Integrados, Concomitantes, Subsequentes e Cursos Superiores.

Quanto ao corte no custeio da Rede Pública de Educação Federal, Jaison afirmou que poderá chegar a 37,18%, levando em consideração o valor referente à assistência estudantil, que também faz parte do custeio e não foi alterado. Segundo ele os recursos são fundamentais para as instituições porque são usados para o pagamento de contas (energia, água, contratos terceirizados, entre outros), bolsas de estudantes, estágios, pesquisas, materiais de laboratórios, etc.

Para as unidades de Jaraguá do Sul o corte representará, de acordo com o diretor, R$ 1,3 milhão a menos para a educação profissional. No país todo, representa R$ 121 milhões. “Hoje, o que temos de orçamento, se não houver reversão no bloqueio, significa não chegar ao final do ano com condições mínimas para honrar as contas básicas”, disse ele, ressaltando ainda que a situação é crítica, colocando em risco as instituições de educação pública federal de todo o país. “Nosso partido é a educação”, ressaltou Jaison, pedindo apoio dos parlamentares através de uma Moção de Apoio aos IFSC. Segundo o presidente Marcelindo Carlos Gruner (PTB), os gabinetes serão consultados sobre este encaminhamento.