no comments

EMANCIPAÇÃO PASSA COM POUCAS LEMBRANÇAS

A vereadora Natália Lúcia Petry (PSB) sugeriu que a Câmara de Jaraguá do Sul promova um grande evento no próximo ano para comemorar o aniversário de emancipação política e administrativa da cidade, oficializada no dia 26 de março de 1934, já que os 75 anos passaram praticamente despercebidos neste ano.

As lembranças, na Câmara, ficaram por conta do vereador Ademar Possamai (DEM), que destacou a importância deste momento em que Jaraguá, cidade de nome com origem indígena que significa “Senhor do Vale”, deixou de ser distrito da antiga Parati, hoje Araquari, e depois de Joinville, para se tornar município.

A vereadora Natália complementou o pensamento do colega sugerindo então que a Câmara programe em sua agenda de 2010 uma sessão solene comemorando esta emancipação, onde pessoas que ajudaram nesta conquista e testemunharam este momento histórico sejam lembradas e homenageadas.

O resgate histórico mostra que o movimento emancipacionista já era bastante forte no início da década de 30 na região, tanto na vila de Jaraguá, como na vila de Hansa (atual Corupá). E o desfecho não poderia ser outro: a emancipação.

Através do decreto nº 565, de 26 de março de 1934, baixado pelo interventor federal do Estado, Aristiliano Ramos, Jaraguá foi desmembrado de Joinville, tornando-se município. Os limites do novo município obedeceram aos limites do distrito de paz criado em 1894, que incluía o território de atual município de Corupá (desmembrado de Jaraguá em 1958). O primeiro prefeito de Jaraguá foi José Bauer, que governou o município de 8 de abril de 1934 a 20 de maio de 1935.