no comments

Círculo italiano e voluntariado

vereador Ademar Possamai (DEM)

vereador Ademar Possamai (DEM)

Na palavra livre, o vereador Ademar Possamai ressaltou a comemoração de 20 anos do Círculo Italiano. A entidade realiza um trabalho voltado ao resgate e preservação da cultura e língua italiana em Jaraguá do Sul. Ele parabenizou os idealizadores e a diretoria.

Possamai comentou que na próxima semana a Câmara de Vereadores presta homenagem aos voluntários. O vereador disse que as entidades representam importância para o município, pois não há remuneração, apenas a vontade de se doar a uma causa. “As pessoas escutam críticas, muitas vezes, mas persistem e levam estas entidades para frente”.

I Congresso ProJaraguá

Justino da Luz fez um convite aos vereadores e à comunidade. Na semana que vem, nos dias 29 e 30 de novembro, ocorre o 1º Congresso ProJaraguá – Refletindo o Passado para Construir o Futuro, no auditório do Cejas (Centro Empresarial de Jaraguá do Sul). A discussão gira em torno da realidade social de Jaraguá do Sul. Os participantes poderão acompanhar a análise do projeto construído na década de 1990, com o intuito de planejar o crescimento da cidade até 2030. “Por mais que haja divergências entre os encaminhamentos e os objetivos, é importante debater a cidade que nós queremos”, salientou Justino.

As metas foram subdivididas nas áreas de economia, urbana e social. Na abertura, duas palestras serão apresentadas. O vereador disse que um dos temas a ser tratado se chama Planejamento de Cidades, palestra que será ministrada pelo secretário do Planejamento do Paraná, Cássio Taniguchi, abordando o tema cidades catarinenses x mobilidade urbana. A segunda palestra tem como convidado o deputado José Carlos Vieira, que também fará o lançamento oficial do livro “Felicidade sustentável – pensando cidades para pessoas mais felizes”. Além das avaliações, o congresso irá apresentar um documentário produzido por Gilmar Moretti.

Justino destacou a pesquisa realizada pela imprensa de Santa Catarina, que apresentou um diagnóstico sobre todos os serviços essenciais para se ter de fato a mobilidade urbana nas dez maiores cidades do estado. “Espero que a Prefeitura, através da secretaria de Planejamento Urbano, consiga tirar proveito disto para o futuro, ou as próximas administrações, porque é um problema seríssimo”, enfatizou.