no comments

Vereador leva pleitos em reunião com prefeito

DSC05917Efetivo incompleto dos Bombeiros, padronização da construção de calçadas e alto valor cobrado pelo metro quadro do asfalto no município. Estes foram os temas abordados pelo vereador Arlindo Rincos na reunião de ontem, 1º, com o prefeito Dieter Janssen.

O vereador explicou que as atividades dos Bombeiros está limitada devido a falta de efetivo para atender a demanda. Informou, ainda, que o posto instalado em Nereu Ramos está fechado desde o mês de fevereiro. Semana passada, ele e o vereador João Fiamoncini estiveram com o comandante  da corporação, Jean Carlos Walz, que será convidado a participar de uma sessão. Arlindo Rincos pediu ao prefeito para ceder servidores para ajudar no trabalho diário de atendimento emergencial dos bombeiros no bairro.

O vereador aproveitou para chamar a atenção sobre a má conservação das calçadas. Para ele, andar por elas em Jaraguá do Sul é como enfrentar uma prova de obstáculos. O pedestre atravessa por pisos deteriorados e irregulares, buracos, plantas e postes pelo caminho. Embora seja responsabilidade dos proprietários dos imóveis, ele salientou que a  fiscalização compete ao poder público. Arlindo solicitou ao prefeito uma reunião com  os representantes do movimento “Calçada Legal”, que elaboraram uma cartilha onde apresenta procedimentos de execução e normas técnicas para ocupação das calçadas.

Por fim, abordou a questão do asfalto. O parlamentar pediu ao prefeito para rever a legislação que determina o percentual. Também aproveitou para solicitar que seja revisto o valor de R$ 53 cobrado pela empresa para pavimentar um metro quadrado. “Percebi que à vontade e o entusiasmo do prefeito para realizar as melhorias para a comunidade é grande. Agora temos que aguardar o trâmite legal para resolver as questões abordadas na reunião”, analisou Rincos.

Vereador deve propor interprete de libras na Câmara

A inclusão de pessoas com deficiência auditiva foi o tema de uma reunião ontem (1º) na Prefeitura de Jaraguá do Sul. Representantes da Associação dos Surdos relataram a importância da contração de intérpretes de libras nas repartições públicas do município, inclusive na Câmara Municipal.

Na visão do presidente da Associação, Elmo Valles Júnior, a língua brasileira de sinais é uma ferramenta poderosa para a inclusão das pessoas com deficiência auditiva, possibilitando participação efetiva na sociedade. Ele salientou que somente com ela é possível um mundo mais igualitário e fraterno, tendo como referência a nova concepção de pessoa com deficiência, pactuada e validada pelos próprios segmentos sociais.

Compartilhando a mesma visão, o vereador Arlindo Rincos deve encaminhar nas próximas sessões um pedido à Mesa Diretora para contratação de um tradutor para libras (Língua Brasileira dos Sinais), das sessões, audiências públicas, solenidades e transmissões da TV Câmara.