no comments

Vereador propõe cultivo de crotalária para combater a dengue

foto 3Para o vereador Eugênio Juraszek, a crotálária é a nova arma no combate a dengue. O parlamentar cita a eficiência do cultivo da planta no controle do mosquito transmissor da doença (Aedes aegypti).

Descobertas recentes indiciam que cultivada em terrenos baldios, quintais, jardins, vasos e inclusive em margens de rios, atrai uma libélula que se alimenta das larvas do mosquito transmissor da dengue. “Os ovos nascem, viram larvas e essas larvas se alimentam de outras larvas, inclusive do mosquito transmissor da dengue. Além de tudo isso, a libélula adulta se alimenta de pequenos insetos e o Aedes aegypti faz parte do seu cardápio, o que pode auxiliar no combate ao mosquito”, disse Juraszek.

O parlamentar sugestiona ao Executivo que realize uma intensa divulgação à população dos benefícios do cultivo da planta em residências, comércios e terrenos baldios para o controle biológico do mosquito. Ele cita também adoção de medidas como a distribuição gratuita de sementes e mudas a população e o cultivo em áreas públicas como praças e canteiros de avenidas e nas margens de rios e riachos.

A proposta foi apresentada pelo parlamentar ao diretor de Vigilância em Saúde de Jaraguá do Sul, Jackson Jacobi, na reunião, realizada na tarde de hoje, 23 que solicitou 15 dias para avaliar minunciosamente o projeto. O diretor aproveitou o encontro para apresentar dados sobre a doença na cidade. Em Jaraguá do Sul ocorreram 11 casos suspeitos de dengue em 2012, nenhum confirmado. Em 2013, até agora foram 06 casos suspeitos, sendo um confirmado. De janeiro até agora já foram encontrados oito focos do mosquito, um a mais ao mesmo período de 2012, quando até 31 de março foram contabilizados sete focos. Até o momento, foram encontrados sinais do mosquito nos bairros Ilha da Figueira, Água Verde, Centro e Jaraguá Esquerdo.