no comments

Centro de Valorização da Vida realizou 1500 atendimentos em 2016

Segundo a OMS, uma pessoa comete suicídio a cada 45 minutos no Brasil. No mundo, a cada 40 segundos. Essa é a segunda maior causa de morte entre os jovens, perdendo apenas para os acidentes de trânsito. Quem traz esses dados é o coordenador do Centro de Valorização da Vida de Jaraguá do Sul (CVV), Isoé Klafke, que explanou sobre os trabalhos da entidade durante a sessão dessa quinta-feira (27) na Câmara de Vereadores. O convite feito através de requerimento foi do vereador Celestino Klinkoski.

A ONG, que conta com 14 voluntários em Jaraguá do Sul, oferece ajuda a pessoas com depressão, ansiedade, estresse, entre outros problemas de saúde mental, através do Programa CVV de Apoio Emocional de Prevenção ao Suicídio.

“Nós conversamos com essas pessoas e damos apoio para superar os momentos difíceis”, explicou Klafke.

O coordenador esclarece ainda que em 2016 o Centro realizou 1500 atendimentos em Jaraguá. O CVV existe há 12 anos na cidade. No Brasil, há 54 anos.

“O nosso posto fica na rodoviária. Hoje ele está bonito, mas ainda precisamos de apoio financeiro para mobiliar as salas. Precisamos de cadeiras para o auditório, mesas e também adequar nosso sistema telefônico”, afirmou.

Em breve, o Centro contará com o número 188 para a realização dos atendimentos. Atualmente o contato é feito pelo número 3275-1144.