no comments

Creche no Garibaldi poderá ser realidade

IMG_5354 (Copy)O vereador Eugênio Juraszek (PP) utilizou a Palavra Livre para anunciar um projeto piloto, que poderá auxiliar na diminuição das filas de espera das creches do município. Ele comentou que conversou em diversas oportunidades com a secretaria da Educação, e com os moradores do Bairro Garibaldi para a edificação de um Centro de Educação Infantil. “Nossa intenção inicial era construir uma creche separada, mas próximo à Escola Municipal Santo Estevão. Devido a realidade econômica do município, o projeto ficou inviabilizado. Porém procuramos uma alternativa, locar um imóvel, o que novamente se mostrou inviável devido as adaptações necessárias”, explicou o edil.

Ele disse que foi realizado um levantamento em todas as casas do Bairro em parceria com a Associação de Moradores e o Gabinete do Parlamentar, com preenchimento de fichas e dados das crianças e dos pais ou responsáveis, como idade, nome completo, ocupação dos pais e endereço, para conhecer a demanda de crianças que seriam usuárias da creche. “Fizemos isso para ver o caminho que iriamos trilhar.  Chegamos a alternativa de construir salas dentro da própria escola para abrigar essas crianças. Na segunda-feira (31/08), vamos nos reunir com o secretário Elson Cardoso e o engenheiro da Secretaria de Educação, para definir o início do projeto, metragem, valores aproximados para a execução da obra. Com estas salas vamos suprir a demanda. A edificação será feita junto da Escola Santo Estevão, compartilhando administrativo e estrutura física.”, comunicou.

O vereador Jair Pedri parabenizou pela iniciativa e solicitou a Juraszek informações de quando estas obras iniciam, quantas crianças serão beneficiadas e a entrega destas salas.

Eugênio Juraszek disse que o levantamento apontou uma demanda de 65 crianças no Bairro.  “É um sonho que começa a tomar forma, as mães do Garibaldi levantam as 03h30 da manhã, para deixar seus filhos na Wolfgang Weege, na Barra do Rio Cerro, ou na Onélia Erching, no Jaraguá 99”, exemplificou. Ele disse ainda que as mãe e as crianças saem no frio e chuva. “É um pecado com essas crianças. Esse projeto é barato, útil e muito importante. Já temos a definição da construção de duas salas, mais banheiros com trocador e adaptações e será edificado através de uma nova licitação”, finalizou.