no comments

“O turismo só acontece com a união do setor público e privado”

DSC06949As atividades desenvolvidas pelo Vale dos Encantos Covention & Visitors Bureau foram apresentados na Câmara na sessão de ontem, 28, pela diretora executiva Ariane Raizer. A entidade congrega 37 associados, dos mais variados segmentos, com objetivo de captar, gerar e apoiar eventos, promovendo o município.

Conforme Ariane, Jaraguá do Sul e região recebem anualmente 500 mil visitantes, com foco no turismo de eventos e negócios. Na opinião dela, é preciso potencializar este dado, fazendo com que familiares e amigos destes turistas também venham para a cidade. Ela citou as rotas alemã e húngara como indutoras do turismo gastronômico e cultural

A diretora também destacou a cidade como pólo econômico de exportação, os museus, entre quais o Museu Weg, considerado pelo Guia Quatro Rodas um dos mais divertidos do país. “Sem contar o nosso cartão postal”, disse, em referência aos morros como da Antena, que atraem praticantes de esportes de aventuras. “Temos aqui a única fábrica de paragliders do mundo aberta à visitação”, comentou.

A localização estratégica do município é outro diferencial, apontou Ariane, lembrando que Jaraguá do Sul está a 150 quilômetros de distância de duas capitais – Florianópolis e Curitiba. No comparativo com outros destinos, a cidade tem um facilitador, uma vez que possui hotéis, espaços para eventos e o centro muito próximos.

Nos últimos dez anos, ela lembrou que surgiram inúmeros locais para eventos na cidade, como a Arena Jaraguá, Centro Cultural, Sesc, entre outros. A rede hoteleira, por sua vez, aumentou o número de leitos de 906 para 2305 no período. “Quadruplicamos a oferta de gastronomia. Jaraguá do Sul mudou. É preciso acompanhar e divulgar este cenário”, frisou, destacando, ainda, a parceria entre setor público e privado para fomentação do turismo.