no comments

Programa Vereador Mirim 2017 é apresentado à representantes de Escolas de Jaraguá do Sul

Na tarde desta quarta-feira,(19) a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul recebeu os representantes das escolas públicas e particulares do município para a apresentação do Programa Vereador Mirim 2017.

A ação envolvendo as escolas através do Vereador Mirim consta nos registros da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul desde o ano 2005, quando os alunos da Escola Marcos Emilio Verbinnen participaram de um concurso elaborado pela Secretaria Municipal de Educação de Jaraguá do Sul e foram os vencedores entre as escolas municipais.

Em novembro de 2011, a Câmara de Vereadores aprovou a Lei 6251/2011, revogando a Lei anterior e instituindo o Programa Vereador Mirim.

O Programa Vereador Mirim tem por finalidade a promoção da interação entre a Câmara Municipal de Jaraguá do Sul e estudantes da rede pública e particular de ensino, permitindo a compreensão do papel do Legislativo Municipal dentro do contexto social em que vive, contribuindo assim para a formação da cidadania e entendimento dos aspectos políticos da sociedade brasileira.

A parceria entre a Câmara de Vereadores e as escolas de Jaraguá do Sul é muito importante para o desenvolvimento dos programas institucionais, pois assim estaremos exercendo a cidadania do futuro na vivência do presente.

Durante a apresentação do Programa Vereador Mirim, o Coordenador do Programa Joel Luís Corrêa, frisou a importância do debate político na adolescência: “Se queremos formar cidadãos comprometidos com a comunidade em que vive, precisamos formar novas lideranças que percebam que todas as nossas ações estão envolvidas com a política”, ressaltou.

As inscrições para a participação das escolas no Programa Vereador Mirim estarão abertas do dia 19 a 26 de abril. Serão contempladas 11 escolas que poderão escolher cada uma, um Vereador Mirim e um suplente para compor a Câmara Mirim.

Todo processo de composição da Câmara Mirim, consta do regulamento (anexo) que foi apresentado às escolas.

A criança ou o adolescente pode exercer a cidadania nas várias atividades do dia a dia. Ela está presente nas atitudes com os amigos, com a família, com os professores, e, da mesma forma, nas ações deles para com a criança ou adolescente.

Ser cidadão durante a juventude não é apenas obedecer às leis e ter seus direitos respeitados, mas também preparar-se para exercer a cidadania num sentido mais amplo no futuro.