no comments

Rede pública sem intérprete de libras, aponta Rincos

O vereador Arlindo Rincos cobrou na tribuna da Câmara a contratação de intérprete de libras pela Secretaria Municipal de Educação. Na ordem do dia da sessão desta quinta-feira, 28, o parlamentar informou que no mês de março encerrou o contrato com o profissional, e não houve renovação ou um novo procedimento formal até o momento.

Rincos disse ter sido procurado por familiares de um aluno da rede pública que é surdo e recebia o acompanhamento profissional. Segundo lembrou o vereador, trata-se de um direito e garantia prevista na Lei 8.069, de 1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA.

Ele informou que este será um dos temas de abordagem quando da vinda do secretário municipal de Educação, Elson Quil Cardoso, à Câmara. Na sessão, o vereador autor solicitou a inclusão na pauta de requerimento convidando a autoridade para explanar sobre as reformas de ampliação nas escolas municipais e construções de novas unidades, que acabou não sendo votado devido ao trancamento da pauta.

A vereadora Natália Petry lembrou ter apresentado ano passado um projeto para que a Prefeitura crie uma central de libras para atender não apenas alunos, mas os setores públicos. “Vamos fazer um coro para que se consiga renovar o contrato destes profissionais para que os estudantes tenham este acompanhamento diário e se possível estender para os demais órgãos públicos”.