no comments

Prática de cremação é aprovada pela Câmara de Vereadores

A proposta que institui a prática de cremação de cadáveres e incineração de restos mortais no município foi aprovada pelo plenário da Câmara na sessão desta quinta-feira, 29. O projeto do Executivo recebeu aprovação unânime no seu primeiro turno de discussão e votação.

O vereador Ademar Possamai criticou o fato de a obra ter precedido a aprovação da lei. Uma estrutura foi construída pela empresa Leier no bairro Nereu Ramos. Possamai também comentou da necessidade posterior de regulamentação da legislação, bem como sua fiscalização.

Justino da Luz também manifestou o voto favorável, por entender que se trata de uma iniciativa importante para a região. Da mesma forma, pronunciou-se Amarildo Sarti, para quem se trata de um avanço para a sociedade, ao romper com “antigas culturas”. Segundo ele, o município tem poucos espaços para o sepultamento de cadáveres, inclusive, cemitérios existentes estariam invadindo propriedades particulares.

vereador Francisco Alves (PT)

vereador Francisco Alves (PT)

O presidente Francisco Alves disse que segurou a votação da matéria para que o texto fosse mais bem discutido. Dois pedidos de inclusão na pauta haviam sido negados pelo presidente. Ele entende que ao aprovar o projeto, a Câmara está dando um passo para a introdução de uma nova cultura na cidade. Alves também destacou o artigo da lei que prevê a prestação gratuita do serviço para pessoas carentes e indigentes.