no comments

JUSTINO LISTA CARÊNCIAS DO BAIRRO TRÊS RIOS DO SUL

O vereador Justino Pereira da Luz (PT) comentou, na sessão da última quinta-feira (29) da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, que o sistema de abastecimento de energia do bairro Três Rios do Sul necessita de melhorias. Segundo ele, várias empresas instaladas na região sofrem com as constantes quedas de energia, o que acarreta em prejuízos, pois a produção para a cada interrupção.
Justino propôs que a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) faça um estudo e substitua o transformador da rua principal e também o próximo da empresa Refrivale. Ele informou que há um abaixo-assinado organizado pelos moradores pedindo a substituição dos equipamentos. “É importante que isso seja levado adiante e que as empresas não sofram com a queda de energia”, disse.
Segundo o vereador Amarildo Sarti (PV), o gerente regional da Celesc, Luis Melro Neto, que recentemente esteve presente em uma reunião na Câmara convocada por ele, neste dia Melro já havia prometido na Câmara investimentos nos bairros Três Rios do Sul, Chico de Paula, na Vila Lenzi e na Nova Brasília. Ele explicou que há planos para investir aproximadamente R$ 734 mil na região. “Eles já têm ciência disso e nos próximos dias devem fazer os reparos”, adiantou Sarti.

[b]PROPOSTA PARCERIA COM CTG PARA ÁREA DE LAZER[/b]

Justino da Luz ainda propôs, por meio de uma indicação, na sessão da Câmara de Jaraguá do Sul da última quinta-feira (29), que parte da área do estacionamento do CTG Laço Jaraguaense fosse disponibilizada para a comunidade do bairro Três Rios do Sul. Segundo ele, a comunidade não tem uma área de lazer e o espaço pode ser utilizado para que os moradores da localidade possam fazer caminhadas e outras atividades.
Justino explicou que o espaço fica ocioso durante a semana e a comunidade pode usufruir do local neste período. O vereador Jaime Negherbon (PMDB) lembrou que o CTG Laço Jaraguaense recebe verbas públicas e esse seria mais um motivo para que a entidade colaborasse com a comunidade. “Eles poderiam fazer uma parceria com a Prefeitura e a comunidade para a prática de esportes naquele local”, frisou.