no comments

Regime de urgência é retirado

O vereador Jean Leutprecht (PC do B) agradeceu o trabalho do líder de governo, Ademar Possamai (DEM), junto à administração, pela retirada do regime de urgência do projeto que trata do reposicionamento da ponte ligando os bairros Rau e Amizade, confirmada na tarde desta quinta-feira, dia 2.
A observação foi feita por Leutprecht na sessão anterior, uma vez que o projeto promove alterações no Plano Diretor e que, pela Lei Orgânica do Município, por esta razão não poderia tramitar em regime de urgência.
“Da mesma forma como elogio o Executivo, são obrigado a levantar questões que somos cobrados pela comunidade”, declarou o vereador, citando que, do orçamento total da Câmara de 11 milhões, R$ 6 milhões foram destinados ao custeio da estrutura e pessoal. Os quatro milhões restantes retornaram ao Executivo e foram aplicados em diversas áreas.
Segundo ele, os vereadores estão sendo cobrados por entidades, que aguardam repasses da administração municipal, em compromissos firmados previamente. “E agora ligam para esta Casa porque a Câmara não repassou para a Prefeitura, e por isso a administração não pode fazer nada. Alguma coisa está errada. Nós fizemos o nosso papel”, afirmou, lembrando que mais que 90% dos projetos enviados pelo governo foram aprovados pelos vereadores.
“Esperamos que a partir de amanhã essas questões se regularizem, que os compromissos sejam honrados”, continuou Leutprecht, informando que seriam 16 as entidades que aguardam recursos. A presidente Natália Petry (PSB) informou que foi feito contato com o secretário de Administração, Olívio Beltrão Júnior, que deve dar um retorno sobre o impasse nesta sexta-feira.
“Os projetos deverão vir para esta Casa, serão discutidos, aprovados e os valores repassados as entidades”, disse, acrescentando que desde o mês de outubro R$ 815 mil ficam na conta da Prefeitura, “porque nossos investimentos ficam equacionados com os valores repassados anteriormente. A Câmara tem cumprido seu papel com muita seriedade e posicionamento”.