no comments

APELO POR UMA DELEGACIA ESPECIALIZADA PARA A MULHER

A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou na sessão de terça-feira (10 de março) moção solicitando que seja enviado apelo em nome da Casa ao secretário da Segurança Pública e Defesa do Cidadão do Estado de Santa Catarina, Ronaldo Benedet, aos deputados estaduais e à prefeita Cecília Konell, apelando pela implantação da Delegacia Regional da Mulher na cidade.
A solicitação partiu da vereadora Natália Lúcia Petry (PSB), enfatizando que somente com a implantação desta delegacia poderá se dispor de mais mecanismos para a proteção da mulher. O pedido da vereadora aconteceu justamente na sessão em que a Câmara prestava uma homenagem às mulheres, onde a prefeita Cecília Konell, a juíza Patrícia Nolli e a própria vereadora foram homenageadas como representantes da participação feminina nos três poderes.
Na sessão, recheada com depoimentos de mulheres de diferentes segmentos da sociedade jaraguaense, o aumento da violência contra a mulher, derrubando os códigos elementares de conduta civilizada, foram enfatizados em diferentes momentos.
Como bem lembrou a juíza Patrícia Nolli, “não devemos segregar ou celebrar as minorias”, mesma opinião externada pela vereadora Natália ao lamentar que o crescimento econômico tenha trazido no seu encalço a violência que deixa marcas nas famílias, afetando as várias gerações e empobrecendo as comunidades. “Ela impede que as mulheres realizem as suas potencialidades, limita o crescimento econômico e compromete o desenvolvimento”, frisou.
Natália lembrou que as delegacias da Mulher vêm dando a sua contribuição para que estas rompam o silêncio e o círculo vicioso que as envolvem, oferecendo-lhes não só espaço físico adequado e atendimento qualificado, mas também a certeza de que seu direito à integridade física e moral tem amparo legal.
O vereador Jaime Negherbon (PMDB) enfatizou que na legislatura passada esteve por várias vezes em Florianópolis pedindo a instalação da delegacia. “É lamentável que outros municípios com bem menos habitantes tenham sido contemplados e Jaraguá não”, destacou, lembrando que até mesmo uma área já havia sido destinada para o órgão. O vereador Ademar Possamai (DEM) informou que o programa de governo da prefeita Cecília também prevê trazer a Delegacia da Mulher para Jaraguá do Sul.
“Com certeza é uma moção importante, apesar da Lei da Maria da Penha e do trabalho da polícia, a DP é necessária”, destacou o vereador Justino da Luz (PT), ao enfatizar que a presidente do Conselho Municipal de Direitos da Mulher (Comdim), a advogada Silvana Passold, está se mobilizando para reunir lideranças políticas e empresariais do município em um abaixo-assinado para forçar o governo a ter um empenho maior nesta causa. Silvana pretende reunir pelo menos 25 mil assinaturas para serem entregues ao governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) no mês de maio.