no comments

PROJETOS E REQUERIMENTOS APROVADOS EM 22 DE OUTUBRO DE 2009

[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/c8d77534-0f0b-b279.jpg[/img]
[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/bd1f721b-1302-3112.jpg[/img]

Os vereadores aprovaram cinco projetos e dois requerimentos na sessão ordinária desta quinta-feira, 22 de outubro, na Câmara de Jaraguá do Sul. Dos cinco projetos, três deles se referem à denominação de ruas. Os vereadores defendem estes projetos por serem uma forma de melhor organizar a cidade, denominando novas ruas e facilitando os trabalhos de Correios e demais prestadores de serviços na localização dos endereços.
Além, é claro, de proporcionarem uma homenagem a cidadãos já falecidos. Tanto que as viúvas, filhos e demais familiares dos senhores Antonio Titz e Paulo Hirschen Fischer Júnior, que vão virar nomes de ruas, assistiram emocionados à sessão. O vereador Ademar Possamai (DEM), propositor de um dos projetos, lamentou que as pessoas sejam reconhecidas somente após suas mortes e disse que por isso a Câmara tem feito algumas homenagens ainda em vida para pessoas que têm uma atuação reconhecida.
Confira aqui os projetos e requerimentos aprovados:

[b]EM PRIMEIRA VOTAÇÃO

RUA ANTONIO TITZ – APROVADO POR DEZ VOTOS[/b]

De autoria do presidente da Casa, Jean Carlo Leutprecht (PC do B), o projeto de lei ordinária nº 242/2009 determina que a rua nº 1269, localizada no bairro Três Rios do Norte, passe a denominar-se Antonio Titz. O pedido para que esta rua, uma lateral da rua Prefeito José Bauer, receba o nome de Titz, foi feito a pedido da viúva Cecília Salamon Titz e dos filhos, filhas, genros, noras e netos do agricultor falecido em 12 de agosto de 1999.
Distante cerca de 100 metros após a ponte do Rodeio Crioulo, a rua e suas laterais eram de propriedade da família Titz, tanto que muitos lotes foram divididos entre os seus filhos. O vereador aproveitou a presença da viúva e dos filhos Virgilio e Fidelis para ler uma pequena biografia do homenageado. Lembrou também que outro filho, Vendelino, também se empenhou para a concretização deste projeto.
Nascido em 18 de fevereiro de 1925 em Schroeder, quando este município era distrito de Guaramirim, Antonio era filho de José Titz e de Frieda Gandolfi Titz. Quando tinha 12 anos, seus pais fixaram residência na Tifa Três Rios do Sul, vizinho da antiga olaria do senhor Conrado Erdmann.
Foi nesta região que ele conheceu e casou-se em 12 de junho de 1951 com Cecília, com quem teve 11 filhos. Em paralelo às atividades na agricultura, teve forte presença nas comunidades católicas de Nereu Ramos, nas igrejas Nossa Senhora do Caravágio e Santo Antonio. Em ambas foi coletor de prendas para as suas festas anuais por mais de 30 anos. O trecho das coletas compreendia todo o Três Rios do Sul e a Estrada Nova.
Na construção da Igreja de N.S.Caravágio (Nereu) foi um dos encarregados para fazer a extração da areia e areião no rio (em Nereu) e transportar tudo de carroça até o local da construção. À Igreja de São Roque, em Três Rios do Norte, fez questão de doar a estátua deste Santo Padroeiro. Enquanto os seus filhos estudavam na escola Padre Alberto Jacobs, na localidade de Tifa de Monos, sempre participou ativamente da diretoria da APP e ajudava na manutenção e limpeza, sem jamais cobrar um centavo, pois revelava seu gosto de colaborar e sempre de dar um jeito em tudo, pois não gostava de pendências.

[b]EM SEGUNDA VOTAÇÃO

ESTRADA VIRA CAMINHO DAS FLORES – APROVADO POR DEZ VOTOS[/b]

Em segunda discussão e votação, o projeto de lei ordinária nº 225/2009, de autoria da vereadora e professora Natália Lúcia Petry (PSB), determina que a estrada municipal JGS nº 518, na Vila Charters, passe a denominar-se Caminho das Flores. A vereadora apresentou o projeto depois que moradores da estrada reclamaram que tinham dificuldades em receber correspondências porque não havia um nome oficial para a via.
Uma moradora disse que o local era chamado informalmente de rua das Flores, mas como já existe uma rua com este nome, a vereadora sugeriu Caminho das Flores, iniciativa que teve apoio unânime dos demais colegas.

[b]NOVO NOME PARA SERVIDÃO – APROVADO POR DEZ VOTOS[/b]

O projeto de lei ordinária nº 241/2009, de autoria do vereador Ademar Possamai (DEM), denomina que a servidão nº S-138 passe a denominar-se Paulo Hirschen Fischer Júnior. Segundo Luiz Hirschen, o caçula dos oito filhos de Paulo, seu pai era um homem de família muito simples e batalhador, a quem o trabalho não assustava.
Nascido em Jaraguá do Sul em 28 de maio de 1932, neto de imigrantes austro-húngaros, Paulo e seu irmão gêmeo Pedro foram os primeiros cinco filhos do casal Paulo e Elisabeth. Carpinteiro e marceneiro, casou-se em 1955 com Ana Fodi. Em 1959, depois da morte do primeiro filho aos três meses e com a segunda filha com apenas um ano, mudou-se para Matelândia, no Paraná, onde nasceram os outros seis filhos.
Lá, foi dono de bar, teve dois pontos de táxi e um sítio. Até que em 1979, diante da crise que o País atravessava, retornou para Jaraguá, onde fixou-se no bairro Água Verde. Os filhos mais velhos conseguiram empregos nas indústrias locais e ele retomou o ofício de carpinteiro, até aposentar-se em 1992.
Até que em 1998, sucumbiu à doença cardíaca que lhe atormentava há alguns meses, e quis o destino que fosse sepultado em 18 de junho de 1988, data em que comemoraria 43 aos de casamento. Como legado para sua família, deixou o exemplo de uma pessoa determinada, que além de suas atividades profissionais sempre teve um trabalho comunitário anônimo em escolas e igrejas das comunidades em que estava inserido.
À sua viúva, aos filhos, genros, noras, 12 netos e um bisneto resta o orgulho de verem seu nome eternizado em uma rua.

[b]DIA DO BANDONEON – APROVADO POR DEZ VOTOS[/b]

Foi aprovado o substitutivo do projeto de lei ordinária nº 156/2009, de autoria de Jaime Negherbon (PMDB), determinando que o Dia Municipal do Bandoneon seja comemorado em 9 de março.

[b]EMPREGO PARA COBRADORES – APROVADO POR SETE SIM E TRÊS NÃO[/b]

O substitutivo ao projeto de lei ordinária nº 179/2009 foi o que mais discussões provocou na sessão da última terça-feira. Ele determina que a empresa que detém a concessão para explorar o transporte coletivo na cidade mantenha o nível de emprego em razão da implantação do sistema eletrônico de passagens no transporte coletivo urbano. A preocupação dos autores do projeto, os vereadores Justino Pereira da Luz e Francisco Alves (PT), é em especial com a situação dos cobradores, que estão perdendo seus empregos, e obviamente com os motoristas, que agora terão que cobrar os usuários que não tiverem passagens antecipadas, dar o troco e ainda fiscalizar as carteirinhas de quem tem benefício e isenção. Os vereadores sustentam que a nova obrigação dos motoristas, de terem que desviar a atenção para outras tarefas colocam em risco as vidas dos passageiros.
Em nome dos trabalhadores do transporte coletivo ele agradeceu os votos em torno do projeto. E pediu que a Prefeitura e a Canarinho se sensibilizem e os trate com mais respeito.

[b]REQUERIMENTOS

HOMENAGEM PASTORES – APROVADO COM DEZ VOTOS[/b]

De autoria do vereador Jaime Negherbon (PMDB), o requerimento nº 64/2009 sugere que seja feita uma sessão solene em homenagem aos pastores da paróquia da Igreja Evangélica Luterana Cristo Salvador, da Barra do Rio Cerro, Anildo Wilbert e a senhora Loni Wilbert, que depois de muitos anos atuando como dedicados pastores da igreja evangélica se aposentam no mês de dezembro. Segundo Jaime, o pastor Anildo vai completar 75 anos e é a idade limite para aposentadoria de sua função. Ele pediu a homenagem ao casal que vai radicar-se em Florianópolis. A data da homenagem vai ser agendada em breve.

[b]OS DEZ ANOS DO PROERD – APROVADO COM DEZ VOTOS[/b]

O requerimento nº 62/2009 , de autoria do presidente Jean Carlo Leutprecht, pede que seja promovida sessão solene no dia 17 de novembro, às 19h30, em homenagem ao Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) pela passagem dos dez anos de atividades a serem comemorados neste ano.

Jornalista responsável: Rosana Ritta – Registro profissional: SC 491/JP