no comments

JUSTINO PEDE NOVOS CENTROS INFANTIS E MIL VAGAS

[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/c8d77534-c2e3-2aad.jpg[/img]
[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/c8d77534-c2be-e927.jpg[/img]

“Minha preocupação não é com as crianças que estão sendo atendidas, mas com as que não estão sendo atendidas”. A manifestação do vereador Justino Pereira da Luz (PT) foi realizada na sessão da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul da última quinta-feira quando ele mostrava filmagens e fotografias de exposição de trabalhinhos que as crianças que frequentam os centros de educação infantil do município estão expondo em mostra.
Ele, que tem como foco de seu trabalho uma atenção especial à educação, disse que percorreu alguns centros para prestigiar as mostras. E ficou obviamente mais sensibilizando com o que conferiu no Centro de Educação Infantil Estrada Nova, onde seu filho frequenta.
O vereador ficou agradavelmente surpreso ao ver os trabalhos confeccionados pelas crianças utilizando material reciclável e aprendendo sobre diversos temas. E citou uma frase bastante significativa para despertar a consciência ambiental dos pequenos: “As flores já não crescem mais, o alecrim murchou, o lambari morreu e o sapo se mandou, porque o ribeirão secou”.
“O mais interessante é observar os pequenos com menos de quatro anos contando, entusiasmados, as histórias que aprenderam”, testemunhou Justino. Ele pediu que a Câmara encaminhe um ofício aos centros de educação infantil parabenizando-os pela iniciativa.
Preocupado com a falta de vagas, Justino diz que levantamentos apontam que há carência de pelo menos mil vagas nos centros de educação infantis na cidade. O que seria resolvido com pelo menos três novas unidades. Ele recordou que no governo passado houve um termo de ajuste de conduta entre Executivo e promotoria pública para criação destas vagas, e está em busca de informações sobre se o mesmo será cumprido ainda nesta gestão.

Jornalista responsável: Rosana Ritta – Registro profissional: SC 491/JP