no comments

UMA DATA PARA FICAR DEFINITIVAMENTE NA HISTÓRIA DO MUNICÍPIO

[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/c8d77787-4be1-7b46.jpg[/img]
[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/c8d77787-4bc0-ffa5.jpg[/img]
A data de 26 de março foi marcada pela oficialização do decreto estadual número 575/34, que autorizou a desvinculação do então distrito de Jaraguá do Sul do município de Joinville. Após 76 anos, a Câmara de Vereadores realizou, nesta sexta-feira (26), por iniciativa de sua presidente Natália Lúcia Petry (PSB), sessão solene para comemorar este dia tão marcante na história da cidade. A solenidade teve como principal homenageado o ex-prefeito e ex-deputado Roland Harold Dornbusch, que aos 80 anos é o mais antigo chefe do Executivo municipal vivo. Embora atualmente more em Balneário Camboriú, ele reforçou os laços estreitos com a cidade onde tem filhos e netos e onde até há pouco morava sua mãe, falecida aos 106 anos.
Dornbusch deixou um recado simples e certeiro para quem se aventura na vida política: “em primeiro lugar, tenha muito contato com a população, seja sincero sempre e não prometa o que não pode cumprir e depois de eleito cumpra o que prometeu”. Também disse que os governantes, no seu entender, devem priorizar a pobreza, em especial na área da saúde. Lamenta que costumeiramente os recursos para esta pasta sejam desviados para suprir feitos de outros setores.
Ele também falou, em seu discurso, da importância do Poder Legislativo como representante dos munícipes e de detentor da autoridade nas decisões da comunidade. E citou que todos os ex-prefeitos foram importantes para o desenvolvimento de Jaraguá. “Todos, sem distinção, colaboraram para que nossa cidade crescesse e se desenvolvesse dessa maneira”, disse.
Para o ex-chefe do Executivo municipal, as escolhas feitas pelos políticos da atualidade têm de acompanhar o nosso tempo. “O Brasil de 36 quilômetros por hora não existe mais. Temos de raciocinar como homens e mulheres para que as soluções não sejam desperdiçadas”, justificou. E ele sabe do que fala, afinal, Dornbusch foi eleito deputado com 22 mil votos quando a cidade tinha apenas 18 mil habitantes.
A presidente da Câmara, Natália Lúcia Petry (PSB), lembrou que a Casa oficializou, através do projeto de lei nº 55/2010, aprovado por unanimidade na sessão da quinta-feira (25 de março), que o dia 26 de março fica instituído como a data comemorativa da emancipação do município. “Todos os anos nós estaremos celebrando e lembrando este dia tão importante para o município”, reforçou a vereadora.

[b]RECONHECIMENTO DO PASSADO PENSANDO NO FUTURO[/b]

Para Natália, apesar de o aniversário de Jaraguá do Sul ser tradicionalmente comemorado em 25 de julho, data em que no ano de 1876 chegaram os primeiros colonizadores, a emancipação foi um acontecimento de grande utilidade para o desenvolvimento e independência da cidade e foi esquecida para a comunidade, por isso a iniciativa de resgatá-la.
A vereadora também considera importante que as novas gerações se familiarizem com estas datas. Por isso, convidou para a sessão estudantes. Compareceram professores e alunos dos colégios Marista São Luiz, Bom Jesus e Evangélico Jaraguá, entre outras dezenas de convidados especiais.
Para a definição dos homenageados, a Câmara contou com o apoio da equipe do Arquivo Histórico Municipal Eugênio Victor Schmökel, e chegou aos nomes de seis cidadãos que foram fundamentais na obtenção da emancipação política e administrativa – Jorge Czerniewicz, um dos maiores incentivadores e defensores da emancipão; Arthur Müller, Walter Breithaupt, Waldemar Grubba, José Emmendoerfer e Ricieri Marcatto, que foram em comitiva a Florianópolis levar abaixo-assinado revelando a aspiração da população jaraguaense. Como a data será permanente, a intenção é nos anos sequentes homenagear outras famílias que apoiaram o movimento de 34
O deputado estadual Carlos Chiodini (PMDB) lembrou que a emancipação é um importante instrumento de independência administrativa para uma localidade. Para ele, o feito de 76 anos atrás foi importante, pois criou um município forte e de rápido desenvolvimento. “Jaraguá é um pequeno pedaço da China em Santa Catarina. Seu PIB cresce 12% ao ano e é a segunda cidade que mais cresce no Estado, atrás somente de Palhoça, que não tem um desenvolvimento sustentável como o nosso”, explicou.
A prefeita Cecília Konell (DEM) falou da importância deste dia que classificou como o “dia do nascimento de nossa cidade”. Também destacou as belezas desta terra que nasceu bonita por natureza e alertou que todos os cidadãos de Jaraguá são responsáveis pelo desenvolvimento que se apresenta em nossa terra. “Afinal, quem não quer fazer parte da história do seu município? Não devemos agir como meros espectadores, mas como pessoas que lutam e ajudam a desenvolver o município”, ressaltou Cecília.

[b]OS HOMENAGEADOS HISTÓRICOS E OS DESCENDENTES QUE OS REPRESENTARAM:

Jorge Czerniewicz – Jütta Czerniewicz Schadek
Arthur Müller – Margot Adélia Grubba Lehmann
Walter Breithaupt – Ruth Hertel
Waldemar Grubba – Luiz Antônio Grubba
José Emmendörfer – Tereza Augusta Emmendörfer
Ricieri Marcatto – Márcio Mauro Marcatto[/b]