no comments

CEI DA SCHÜTZENFEST DECIDE OUVIR ALGUNS FORNECEDORES

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Schützenfest deve ter uma nova rodada de depoimentos na próxima semana. A decisão de ouvir pelo menos os dois maiores fornecedores da festa foi solicitada pelo relator Justino Pereira da Luz (PT) e acatada pelo presidente da comissão, Jean Carlo Leutprecht (PC do B).
O relator, ao avaliar a documentação da CEI chegou à conclusão de que é necessário ouvir os principais fornecedores da festa, e que segundo vários depoimentos colhidos ao longo das investigações, em especial do proprietário da empresa que teria terceirizado a festa, Genilson Medeiros, não teriam recebido até o momento e devem levar calote porque prestaram os serviços na base da confiança. Ciente de que não foram assinados contratos, o empresário disse em seu depoimento que pagará quem apresentar contrato assinado por ele, deixando os vereadores irritados com sua falta de respeito. Os depoimentos dos fornecedores, segundo Jean, devem ser agendados para a próxima terça-feira, 6 de abril.
Inicialmente, a comissão não iria ouvir os fornecedores, pois não queria entrar na esfera privada, já que o foco é investigar o uso de dinheiro público em uma festa que o relatório deve apontar se, afinal, é pública ou privada, pois os depoimentos das 23 pessoas envolvidas são cheios de contradições a respeito deste aspecto do evento. Porém, Justino considera que as pessoas que tiveram participação efetiva na festa fornecendo produtos e serviços e circulando nos bastidores poderão esclarecer alguns pontos ainda obscuros que o ajudarão a finalizar o relatório que deve ser lido na sessão do dia 13 de abril.

Jornalista responsável: Rosana Ritta – Registro profissional: SC 491/JP