no comments

CORREIOS EXPLICA MUDANÇAS EM REGRAS PARA ENTREGA DE CORRESPONDÊNCIAS

[img align=left]http://www.jaraguadosul.sc.leg.br/uploads/thumbs/c8d775d3-7c9d-c206.jpg[/img]
O vereador Francisco Alves (PT) voltou a falar, na sessão da última quinta-feira (15), sobre os problemas envolvendo o serviço prestado pela Agência de Correios e Telégrafos. Após se sensibilizar e expor há algumas semanas o problema enfrentado por moradores da servidão 48, localizada nas proximidades da rua João Planincheck, no bairro Nova Brasília, ele procurou o gerente da Central de Distribuição Domiciliar (CDD) de Jaraguá do Sul, Jefferson Wagner, e obteve uma resposta para o problema.
Segundo o e-mail enviado pelo gerente ao gabinete de Alves, há uma série de regras estabelecidas pelo artigo 4º da portaria 311/98 do Ministério das Comunicações e que devem ser cumpridas para que as correspondências sejam recebidas pelos moradores. Questões como o registro do imóvel na Prefeitura, identificação apropriada das residências e acesso fácil e seguro aos carteiros, segundo o documento, devem ser atendidas.
O esclarecimento do gerente do CDD ainda diz que “conforme placa indicativa na servidão em questão o endereço correto dos mesmos é Servidão 48 e número do imóvel, deixando de ser rua João Planischeck”. Wagner estipulou que as mudanças sejam feitas em 30 dias e que as entregas serão feitas somente com o endereço correto após esse prazo.
Francisco comentou que ficou chateado com a falta de esclarecimento dado pelos Correios aos munícipes. “Se foi, foi de uma forma muito estranha”, disse. O petista sugeriu que a autarquia fosse a Prefeitura e juntos fizessem uma campanha para esclarecer a população. “Há muitos carteiros novos e também existem munícipes que recebem sua correspondência há 40 anos nesse endereço e nunca mudaram”, explicou.
O vereador Justino Pereira da Luz (PT) citou que quando era presidente da União Jaraguaense das Associações de Moradores (Ujam) e precisava divulgar alguma ação fazia a divulgação nos postos de saúde, creches e escolas da rede municipal. “Eu vou sugerir que o senhor ligue para o Jefferson para que ele envie esse e-mail informativo para a Ujam e para a divisão de conselhos da Prefeitura. A idéia é que ninguém seja pego de surpresa”, propôs Justino.

[b]CORRESPONDÊNCIA ENVIADA POR JEFFERSON WAGNER:[/b]

[i]Com relação ao pleito dos munícipes residentes na Servidão 48 da cidade de Jaraguá do Sul, informamos:

De acordo com o artigo 4º da Portaria 311/98 do Ministério das Comunicações, a qual disciplina a entrega de objetos do serviço de cartas, telegramas e impressos, segue abaixo:

“Art. 4º – A distribuição em domicílio será garantida quando atendidas as seguintes condições:

I – Os logradouros estejam oficializados junto à Prefeitura e possuam placas identificadoras;

II – Os imóveis possuam numeração indicativa oficializada pela Prefeitura e caixa receptora de correspondência, localizada na entrada;

III – A numeração dos imóveis obedeça a critérios de ordenamento crescente, sendo um lado do logradouro par e outro ímpar, e

IV – Os locais a serem atendidos ofereçam condições de acesso e segurança de modo a garantir a integridade física do carteiro e dos
objetos postais a serem distribuídos.”

Conforme placa indicativa na servidão em questão, o endereço correto dos mesmos é servidão 48 mais o nº do imóvel e não João Planischeck. Diante desse fato o endereço correto a ser utilizado é Servidão 48 mais nº do imóvel.

Como somos sabedores que tais mudanças demandam tempo para serem feitas por isso daremos um prazo de 30 dias a partir desta para os munícipes atualizarem os seus endereços e após transcorrido tal prazo as cartas que estiverem incorretamente endereçadas serão devolvidas.[/i]
[b]
JEFFERSON TEIXEIRA WAGNER
GERENTE CDD JARAGUÁ DO SUL[/b]