no comments

Câmara reinvidica mais efetivo para a Polícia Civil

Uma mobilização política junto ao secretário estadual de Segurança Pública, César Grubba, e ao governador do Estado, Raimundo Colombo, deve ser encampada por lideranças políticas e empresariais. O objetivo é fazer com que uma quantidade três vezes maior de aprovados no último concurso público, em comparação ao que está previsto, seja chamada para a Academia de Polícia. A medida garantiria uma quantidade maior de profissionais atuando em todo o Estado e, consequentemente, ampliando as possibilidades para Jaraguá do Sul.

O encaminhamento foi resultado de uma reunião ocorrida nesta quinta-feira, 5, entre um grupo de vereadores e o delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila. O encontro foi intermediado pelo deputado estadual Carlos Chiodini e tratou da necessidade de ampliação do efetivo para a comarca de Jaraguá do Sul.

Na ocasião, foi reafirmada a vinda de cinco agentes para o município e um delegado, designado para a Delegacia da Mulher. Segundo o deputado, as contratações deste ano representam mais do que nos últimos dez anos, porém, são insuficientes. Proponente da reunião, a vereadora Natália Lúcia Petry lembrou que a situação é bastante delicada e que se trata de tema recorrente na Câmara de Vereadores. Segundo ela, as principais necessidades são de profissionais para atuarem em plantão na Delegacia da Mulher, uma vez que a procura é maior à noite, e também para o setor de investigação.

O delegado informou estar ciente da realidade no município, que detém o pior índice do Estado na relação entre número de efetivos e habitantes. Mas disse que o secretário de Estado está comprometido em melhorar estes índices. D’Ávila também informou que foi realizado um concurso público, e que a previsão inicial é que sejam chamados 90 policiais para a academia, número insuficiente, uma vez que o efetivo é distribuído para todo o Estado.

A sugestão dele é que sejam chamados dois terços dos aprovados, o que representaria 240 agentes policiais, e mais 80 escrivães, permitindo atender Jaraguá do Sul a contento, assim como outras cidades. Ainda segundo ele, daqui a 30 dias deve ser concluído o estudo social dos aprovados e, considerando o tempo de academia, os policiais estariam iniciando as atividades no mês de novembro.

A medida, porém, depende do aval do governador, daí a necessidade de uma ação suprapartidária. Como primeira ação, a vereadora Natália disse que será encaminhada ao governador uma moção de apelo neste sentido, seguida de outras ações. A vereadora também fez um pedido para que o delegado avalie a possibilidade de destinar, de imediato, os policiais da última academia que ainda aguardam serem chamados.

Comitê da bacia

Na capital do Estado, os vereadores também se reuniram com o diretor de recursos hídricos da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Edison Pereira de Lima. A reunião também contou com a presença do presidente da Acijs, Durval Marcatto.

O objetivo primeiro foi convidá-lo a participar da audiência pública que a Câmara de Vereadores promove na próxima segunda-feira, 9, para discutir soluções para os próximas decorrentes das chuvas. Pereira confirmou presença.

A comitiva também fez uma solicitação de recursos da secretaria para investimentos em obras emergenciais de drenagem pluvial e desassoreamento dos rios, mas, segundo o diretor, a pasta não dispõe de verba este ano.

Pereira informou que a atuação da secretaria está concentrada na reativação dos comitês de bacias, que no Vale do Itapocu foi criado em 2001 e encontra-se praticamente inativo. A intenção, disse, é ter a participação do Executivo e Legislativo neste comitê, composto, além do poder público, por entidades e usuários.  A Amvali também atua como parceira.

Segundo ele, todas as decisões passam pelo comitê, com foco sobre o uso da água, planejamento, diagnóstico, e a possibilidade de outorga, prevista em lei estadual desde 1994. O diretor informou, ainda, que deste ano até 2016 serão montados 14 planos, entre os quais o do Vale do Itapocu.

Pela necessidade emergencial de investimentos, os vereadores e o deputado Carlos Chiodini devem também agendar reunião junto à Secretaria de Estado da Defesa Civil. O titular da pasta, Geraldo Althoff, também confirmou presença na audiência pública da próxima segunda-feira, 9.