no comments

Projetos tornam entidades de utilidade pública

Grupo Gerar

Representantes do Grupo Gerar presentes na sessão

Representantes do Grupo Gerar presentes na sessão

O plenário da Câmara aprovou em segunda votação o projeto de lei que torna de utilidade pública o Grupo Voluntário de Busca e Salvamento Gerar. A proposição é do vereador Jean Leutprecht (PC do B), que destacou que a entidade tem “uma história pequena em termos de tempo, mas importante pelo trabalho”.

O grupo, que acompanhou a sessão, foi fundado em agosto de 2009 e tem por objetivo a atuação em situações de resgate, busca e salvamento e auxílio à Defesa Civil do município. O Gerar promove palestras de boas práticas nas atividades ligadas ao turismo de aventura, aplicando critérios de segurança para o exercício das atividades.

Associação dos Surdos

Valéria Camerlengo (intérprete de libras)

Valéria Camerlengo (intérprete de libras)

Também vai se tornar de utilidade pública a Associação dos Surdos de Jaraguá do Sul, projeto assinado pela vereadora Natália Petry (PSB), que está de licença. O vereador Jair Pedri (PSB) fez a defesa da proposta, na presença no plenário do presidente da entidade, Elmo Voles Júnior.

A ASJS completa este ano dez anos de atividades. Foi fundada em 12 de setembro de 2001, e conta atualmente com 40 associados. A diretoria é composta por 17 membros. A associação tem caráter filantrópico, sem fins lucrativos, e visa o bem-estar social e cultural da comunidade surda na cidade.

A sessão também contou com a presença da intérprete de libras, Valéria Camerlengo.

Associação da Cultura Polonesa

Vereador Jair Pedri (PSB)

Vereador Jair Pedri (PSB)

A Associação da Cultura Polonesa de Jaraguá do Sul foi outra entidade declarada de utilidade pública, em projeto aprovado na noite de quinta-feira, 3, assinado pelo vereador Jair Pedri (PSB).  A presidente da entidade, Regina Kuskowski, prestigiou a sessão.