no comments

Esclarecimentos sobre atendimento no IML

vereadora Natália Lúcia Petry (PMDB)

vereadora Natália Lúcia Petry (PMDB)

A vereadora Natália Lúcia Petry trouxe à tribuna, na sessão desta terça-feira, 22, informações acerca do IML (Instituto Médico Legal) de Jaraguá do Sul. Pouco antes, ela esteve reunida com o auxiliar médico do órgão, Javan Philippi Brüggmann, em virtude de reclamações com relação a suposta demora nos atendimentos. O vereador Justino da Luz também participou.

O assunto já foi comentado por diversas vezes na Câmara e também nos veículos de comunicação, que novamente abordaram a problemática a partir de uma ocorrência registrada no último sábado, no bairro Rio da Luz.

Para a vereadora, o profissional rebateu as críticas e disse que presta o atendimento no tempo médio praticado em outras cidades. Geralmente, cerca de uma hora.  Relatou, porém, que vive situação de sobrecarga, pois é o único profissional na cidade, e atende em plantão 24 horas.

“O funcionário relata que é concursado, iniciou no dia 1º de agosto, e deveria trabalhar 333 horas mês, mas tem trabalhado até o dobro da carga horária”, informou Natália. Uma segunda vaga foi aberta no concurso, mas o aprovado não foi chamado.

A vereadora também informou que o auxiliar médico só pode ser acionado pelas polícias Civil e Militar, Bombeiros e hospitais, e não pelo cidadão comum.

O IML está subordinado ao IGP (Instituto Geral de Perícia), por sua vez vinculado à Secretaria Estadual de Segurança Pública, ao qual a Câmara irá encaminhar um ofício solicitando a contratação de um segundo funcionário para o IML.

O presidente Jaime Negherbon lembrou que no começo do ano já esteve com o secretário de Segurança Pública, César Grubba, para fazer a solicitação. Mas, se for necessário, voltará a Florianópolis, pois entende que o atendimento está prejudicado.