Comissão será formada para estudar destombamento do Rio da Luz

A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, na noite desta quinta-feira (31), através de requerimento do vereador Ademar Winter (PSDB), realizou audiência pública no Rio da Luz para discutir a nova normativa sobre o tombamento do bairro. Os moradores buscam maneiras de desburocratizar e diminuir as restrições para construção e reforma de residências, derrubadas de estruturas deterioradas e outras questões de infraestrutura. Eles alegam que, por conta da rigidez das regras, as casas e várias estruturas do bairro estão caindo aos pedaços, afirmando, inclusive, que as novas gerações da comunidade estão encontrando dificuldade em continuar morando no local.

Várias autoridades estiveram no evento e puderam contribuir com a discussão, como os ex-prefeitos Irineu Pasold, Ivo Konell e Cecília Konell, o deputado estadual Vicente Caropreso, o presidente da OAB do município, Gustavo Pacher, a chefe de gabinete da Prefeitura, Emanuela Wolf, e os vereadores jaraguaenses.

A vice-presidente da Associação, Cláudia Piske, ressaltou que a comunidade é contra a nova normativa que pretende destombar parte do bairro, pois os moradores querem que todos os cerca de 49 km quadrados, e não apenas parte deles, como está previsto no documento. Ela afira que a nova normativa ainda não foi ratificada pelo Governo Federal e que ainda há tempo de rever a questão.

O presidente da Associação dos Moradores do Rio da Luz, Onísio Glatz, lamentou a ausência de representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). “Qual é o respeito do Iphan com a comunidade?”, questionou.

Ao fim da audiência, foi pactuado a formação de um grupo de trabalho que irá estudar a questão para propor formas de solucionar o problema. O grupo será formado por moradores do Rio da Luz e representantes da Prefeitura jaraguaense, Câmara de Vereadores, OAB e outras instituições. Um dos objetivos é buscar ajuda dos deputados federais do município, Fábio Schiochet (PSL) e Carlos Chiodini (MDB), para construir uma proposta que atenda a comunidade.

 

*Por ser fora das dependências da Câmara Municipal, a audiência não foi transmitida ao vivo pela TV Câmara. Ela será postada no canal no youtube e no facebook da Câmara de Jaraguá do Sul e em breve estará disponível.