Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Levmed: plano de saúde sem fins lucrativos é apresentado em sessão

COMPARTILHE

O vereador Anderson Kassner (Progressistas) fez um requerimento para que representantes da operadora de planos de saúde Levmed participassem da sessão ordinária da Câmara Municipal de Jaraguá do Sul nesta terça-feira (20). O motivo que fez o parlamentar solicitar a presença da instituição no Legislativo foi o fato de ela ser uma operadora sem fins lucrativos. Todos os membros dos conselhos deliberativos e fiscais e da direção da entidade trabalham de forma voluntária. “Onde a gente vê isso? Eu não conheço”, frisou Kassner.

Quem usou a tribuna da Casa de Leis em nome da Levmed foi o diretor geral Carlos César Feliponi, contando um pouco da história da organização que foi criada pelos dois hospitais do município – Hospital e Maternidade Jaraguá e Hospital São José – e lançada em outubro de 2020, em meio à pandemia de coronavírus. Todo recurso que sobra no orçamento da Levmed é revertido aos dois hospitais. Também esteve presente no plenário o representante de vendas da entidade, Alcides Pavanello.

Diretor geral da Levmed Carlos César Feliponi apresentou a operadora sem fins lucrativos aos vereadores de Jaraguá do Sul

Feliponi explicou que foco da instituição é voltado para pessoas jurídicas, a fim de oferecer planos de saúde aos colaboradores das empresas da região do Vale do Itapocu. Ele destacou que a Levmed é a única operadora que conta com todos os médicos de Jaraguá do Sul credenciados. “Todas as nossas especialidades são daqui. Não trouxemos ninguém de fora”, ressalta. Porém, o diretor afirma que a intenção é expandir a atuação da entidade para outras cidades do estado, como Blumenau e Joinville.

Para o vereador Kassner, esse é mais um exemplo do diferencial inovador que há em Jaraguá do Sul. Ele acredita que essa iniciativa ainda vai se expandir para todo o Brasil.

Para dar conta de pagar as despesas da Levmed, Feliponi explica que é preciso chegar a sete mil vidas, ou seja, sete mil pessoas pagando e contribuindo com o plano. Ele afirmou que esse número deve ser alcançado em setembro ou outubro deste ano. Segundo o gestor, até junho de 2021 os dois hospitais ainda tiveram que realizar aportes financeiros na operadora, porém, a partir de julho, “o compromisso é tocar a Levmed com recursos da própria Levmed”. O diretor ainda se prontificou a apresentar as prestações de contas da Levmed aos parlamentares semestralmente.

 

Confira a sessão:

Sessão Ordinária - 20/07/2021