Secretaria de Saúde presta conta do 3° quadrimestre de 2020

A Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul apresentou na tarde desta terça-feira (23), na Câmara de Vereadores, a prestação de contas do 3° quadrimestre de 2020, exigida pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A audiência foi presidida pelo vereador Jonathan Reinke (Podemos), presidente da Comissão de Saúde da Câmara, e contou com a presença do secretário de Saúde, Alceu Moretti, do diretor da Vigilância em Saúde, Dalton Fischer, do diretor administrativo e financeiro, Saulo Miranda, da diretora da Atenção Básica, Silvia Bonatto, e da diretora de gestão técnica, Fabiana Conrado.

Na apresentação foi constatado que todos os procedimentos eletivos tiveram diminuição por conta da pandemia de coronavírus, sendo, inclusive, paralisados por cerca de um mês, em março de 2020, início da pandemia.

A interferência da Covid-19 nas atividades da pasta ficou mais evidente quando foram apresentados os números dos atendimentos nas unidades de saúde, nas clínicas e nos hospitais. Quase todos os atendimentos tiveram diminuição em 2020 comparados a 2019: atendimentos da Atenção Primária reduziram 14%; da Atenção à Mulher, 27%; consultas médicas especializadas, 46%; e de farmácia diminuíram 14%; Saúde Mental, redução de 45%; procedimentos clínicos, 20%; e internações hospitalares, 14%.

Moretti explicou que, nas áreas de especialidades, alguns médicos foram afastados por conta da idade e das cormobidades, o que fez diminuir o número de consultas e cirurgias. Além disso, a maior parte dos pacientes também são pessoas mais velhas e com comorbidades, o que baixou a demanda. O único atendimento que apresentou um leve aumento foi no Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), que cresceu 3%.

VACINAS

Na Vigilância Epidemiológica, houve uma forte diminuição na quantidade de vacinas aplicadas. Em 2019 foram 257.854 vacinas e em 2020, 200.455, 22,3% a menos. Fischer explica que nos anos de 2018 e 2019 houve um grande volume de imunização por conta dos apelos para vacinação contra a Febre Amarela e contra o Sarampo, mas que não se repetiu em 2020.

VIGILÂNCIA

Na Vigilância Sanitária e Saúde do Trabalhador houve um aumento de 56,5% nas denúncias. Isso, segundo Dalton Fischer, ocorreu por causa da covid-19, já que muitos estabelecimentos e moradores desrespeitaram as normas impostas pelos decretos estaduais e municipais para combater a disseminação do coronavírus.

A equipe da Secretaria também mostrou algumas das mais importantes ações que foram realizadas no combate à pandemia:

  • Adoção de cuidados em todos os ambientes da saúde, equipamentos de segurança e protocolos rígidos;
  • Fiscalização e orientação do comércio em geral;
  • Criação do app Covid Monitor que foi elaborado pela parceria entre Prefeitura e Grupo WEG e ajuda na identificação e monitoramento de pacientes infectados com coronavírus; em abril de 2020 ele foi incorporado ao app Jaraguá na Mão, administrado pelo Executivo;
  • Criação da Central de Orientação sobre o Coronavírus;
  • Página com dados sobre a Covid-19 no município: jaraguadosul.sc.gov.br/covid19/;
  • Adoção de serviços remotos, como a teleorientação odontológica;
  • Contratação temporária de profissionais para suprir a demanda;
  • E criação da Unidade de Apoio ao Pronto-Socorro (UAPS).

O secrtário Alceu Moretti também fez um apelo à população jaraguaense para redobrar os cuidados com a disseminação da Covid-19 já que, segundo ele relata, o estado de Santa Catarina está passando pelo momento mais difícil da pandemia.

Confira a audiência: