Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Vereador quer Secretaria informando população por WhatsApp

COMPARTILHE

O vereador Jair Pedri (PSD) sugeriu à Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul, na sessão desta quinta-feira (29), que faça o uso do aplicativo de mensagens WhatsApp para se comunicar com a população do município – juntamente com os demais meios já utilizados. A proposta – feita através de indicação – é que o app seja utilizado para informar os pacientes em lista de espera para consultas, exames e cirurgias. Segundo o parlamentar, há muitos pacientes que não são localizados pelos meios que a pasta utiliza atualmente, como, por exemplo, a ligação direta no celular. O que acaba acontecendo é que essas pessoas utilizam seus números de telefone apenas para manter o aplicativo WhatsApp ativo. “Muitos munícipes perde o número da operadora, mas não perde Whats”, alerta.

Pedri lembra que, atualmente, há muita dificuldade em reduzir as filas de procedimentos na Saúde e por isso é preciso modernizar a comunicação do setor. “Nos tempos em que vivemos, no ano em que vivemos, o serviço público não usar essa ferramenta é, no mínimo, primitivo”, advertiu.

O vereador Rodrigo Livramento (Novo) fez coro à proposta e lembrou de uma de suas indicações, em conjunto com a vereadora Sirley Schappo (Novo), que pede algo semelhante, mas que não especifica o aplicativo a ser utilizado. Na justificativa da indicação, eles afirmam que um dos munícipes que entraram em contato com os vereadores, “por trabalhar em horário normal e não conseguir atender ligações durante seu expediente de trabalho, bem como não ter ninguém que fique em casa para atender o telefone, já perdeu diversas consultas médicas, voltando para o final da fila de espera de consultas”. Para Livramento, se a saúde é um direito de todos, o município deve prover os meios necessários para que isso ocorra.

Luís Fernando Almeida (MDB) lembrou que o Tribunal de Justiça já faz uso do WhatsApp para efetuar intimações e outros atos judiciais. “E quando não localiza, faz até pelo Facebook”, destaca.

Silrey Schappo contou que já sentiu na pele o problema, pois ela é responsável por três idosos que precisam frequentemente dos serviços da Secretaria de Saúde. “Minha tia ficou na fila por dois anos para fazer exame, só depois me dei conta de que pode ser porque eu não atendi ao telefone”, explica.

A indicação foi aprovada por unanimidade e enviada ao Executivo para análise com as assinaturas de Pedri e do vereador Jonathan Reinke (Podemos), já que este também subescreveu a matéria.

 

Confira a sessão:

Sessão Ordinária - 29/07/21