no comments

PREFEITURA AUTORIZADA A RECEBER ÔNIBUS PARA PROJETO DE INCLUSÃO DIGITAL

A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou, na sessão da última quinta-feira (6), a doação de um ônibus à Prefeitura por parte da empresa de transportes Canarinho. O veículo será usado em um programa de inclusão social à informática. A matéria foi aprovada por maioria absoluta (dez votos), mas foi alvo de ressalvas por parte da bancada do Partido dos Trabalhadores (composta pelos vereadores Justino Pereira e Francisco Alves).
Justino comentou que o ônibus, um Mercedes Benz fabricado em 1978, é muito velho e não poderia de maneira alguma servir para o transporte de pessoas. Segundo o petista, o projeto recebeu o voto do partido após a garantia de que o veículo seria usado somente como laboratório móvel. “Conversei com o secretário Silvio Celeste e com o pessoal do setor de trânsito e eles me garantiram que somente o motorista andará no ônibus”, enfatizou.
Francisco fez coro ao seu colega de bancada e comentou que “um ônibus com tantos anos de uso não deveria ser utilizado para este fim”, pois há muitos locais de difícil acesso na cidade e sua mecânica, comprometida por 32 anos de uso, poderia não vencer os obstáculos dessas localidades.“Um ônibus teria boas condições de uso por 25 anos no máximo”, ressaltou Alves.
O líder de governo, vereador Ademar Possamai (DEM), explicou que serão instalados computadores e antenas de rádio no veículo e que ele levaria o acesso à tecnologia digital para lugares que não tem acesso à rede de internet banda larga. Ele comentou que um ônibus novo seria o melhor para implantar esse tipo de programa, mas que a medida vai economizar recursos públicos.
Possamai lembrou que serão ministrados cursos de informática e o laboratório móvel vai ser disponibilizado para toda a comunidade jaraguaense. Ele disse que o ônibus vai fazer um rodízio entre todas os bairros e localidades da cidade, levando a inclusão digital para os munícipes. “Todos serão avisados antecipadamente da visita do ônibus”, adiantou.
Justino lembrou que no governo do prefeito Moacir Bertoldi (PMDB) aceitou dois ônibus em troca da quitação de uma dívida da Canarinho com a Prefeitura. Segundo ele, a medida repercutiu negativamente na imprensa e na sociedade. O petista disse que o fato causou polêmica e não deve ser repetido pela atual administração.