Vereadores mirins realizam última sessão de 2020

Na manhã desta quarta-feira (25) os vereadores mirins de Jaraguá do Sul realizaram a segunda e última sessão extraordinária e online de 2020. As atividades do programa neste ano foram bastante afetadas por conta da pandemia e das restrições causadas pelo novo coronavírus. Por conta disso, nenhuma sessão ordinária foi realizada presencialmente, já que os decretos estaduais e municipais que suspenderam as atividades educativas para prevenção à COVID-19 foram publicados antes de se iniciar a legislatura mirim 2020.

Mesmo assim, muitas atividades foram realizadas de forma online, como o curso de oratória, um workshop de fotografia e outra atividade sobre fake news, além de atividades de estudo sobre política com o professor e coordenador do programa Joel Luís Corrêa.

Na sessão online desta quarta-feira, foram aprovadas quatro indicações e um requerimento.

A primeira indicação foi da mirim Camilly dos Santos Chelest, que pediu para a Prefeitura implantar uma nova área de convivência com espaço para atender a famílias no bairro Jaraguá Esquerdo.

Outros dois que pediram melhorias em áreas de lazer foram os mirins Fabio Levandowski e Felipe da Cruz. Felipe pediu melhorias no parque infantil e academia ao ar livre do bairro Nereu Ramos. Levandowski pediu melhorias na área situada na Rua Augusto Germano João Hanemann, perto da escola Guilherme Hanemann no bairro Barra do Rio Cerro. “Faz 2 anos que tem equipamentos quebrados e a roçagem não é feita com regularidade, oferecendo riscos aos usuários”, argumenta.

A vereadora mirim Giovana Raitz sugeriu a implantação de um restaurante popular para população de baixa renda em Jaraguá do Sul. Para ela, esta é uma maneira construtiva de beneficiar a população, principalmente aqueles que sofrem com a insegurança alimentar.

O único requerimento aprovado nesta sessão foi do mirim Fabio Gesser Rodrigues que pediu informações ao Executivo sobre a subutilização do prédio público na rua Arthur Breithaupt no bairro Tifa Martins, antigo abrigo provisório para crianças e adolescentes. Gesser diz que o local está abandonado e que está sendo usado para atividades ilícitas. Ele relata que todos os moradores pedem que este espaço contemple algum serviço público para a população.

As atividades do Programa Vereador Mirim voltam em 2021. A coordenação do programa, em conjunto com a presidência do Legislativo de Jaraguá do Sul, optou por estender até 2021 a participação das escolas da atual legislatura para proporcionar uma agenda mais completa de atividades para aqueles mirins que tiveram o ano prejudicado pela pandemia e que puderem continuar no projeto.

 

Link da sessão: https://www.facebook.com/camara.jaraguadosul/videos/233702071499720